Como funciona um intercâmbio? Estude e conheça o mundo sem gastar muito

Redator 21/08/2018  Categoria: Aprender inglês

 

O intercâmbio é um verdadeiro divisor de águas nas vidas de pessoas que desejam estudar em outro país com o intuito de aprimorar um idioma.

Viajar para o exterior parece complicado, mas é mais simples do que se possa imaginar. O segredo é seguir alguns passos básicos antes de definir qual será o seu destino.

Como funciona um intercâmbio?

Faça um planejamento financeiro de quanto você está disposto a economizar ou parcelar para realizar esse sonho, e comece a pesquisar a melhor modalidade de intercâmbio para você. As mais populares são:

  • Cursos de Idiomas: nesta modalidade, o intercambista já sai do Brasil matriculado em uma escola de idioma no país de interesse. É uma das formas mais seguras de garantir o visto, mas tem que pagar muitas coisas adiantadas, como matrícula, curso e hospedagem.
  • Work and Study: neste caso, você consegue autorização do consulado do país para estudar e trabalhar legalmente. Os programas desse tipo de intercâmbio normalmente duram de 3 a 6 meses. Além de estudar o idioma, você ainda consegue recuperar os investimentos com o salário que vai receber. Você já sai do Brasil com emprego garantido, mas deve estar matriculado em um curso antes de viajar.
  • Work and travel: Assim como a modalidade anterior, o intercâmbio, que alia trabalho e turismo, normalmente, está disponível para universitários.  A hospedagem muitas vezes é por conta do empregador, mas você deve seguir à risca as regra do contrato. Quem desobedece, pode até ser expulso do país.
  • Graduação, Pós-Graduação e MBA: É voltado para aqueles que querem desenvolver atividades acadêmicas em Universidade estrangeiras. Várias instituições no mundo, inclusive Oxford, Harvard, Yale, oferecem cursos livres gratuitos. Apesar de não constar no seu diploma de curso superior, esses cursos já vão dar aquele up no seu currículo, e uma chance de estudar com as melhores mentes do mundo.

Onde fazer Intercâmbio?

Essa escolha depende do seu objetivo e da sua disponibilidade financeira. No caso do inglês, as opções são variadas. Muitos países fora do eixo América do Norte – Europa têm preços atrativos para quem deseja passar um tempinho maior lá fora. Como exemplo, temos as Ilhas de Malta, Guiana Inglesa e África do Sul. Agora, se você quer aliar aprendizado e turismo, procure um país com mais recursos de entretenimento, como os Estados Unidos, Irlanda, Inglaterra ou Austrália.  

Quais as hospedagens mais baratas?

Entre as hospedagens mais comuns e mais baratas estão:

  • Casa de Família ou Homestay: Essa opção é uma boa ideia para estudantes que não se consideram tão independentes. Morando com uma família, você não só entenderá o cotidiano dos nativos, como também poderá contar com a ajuda deles para se adaptar. Geralmente são famílias registradas nos cursos de idiomas ou junto a programas do Governo.  Elas geralmente oferecem o café da manhã e o jantar, mas tem regras, como horário de chegada e circulação de pessoas, que pode desagradar os baladeiros de plantão.
  • Residência Estudantil: É uma boa opção para quem já tem o espírito mais independente ou gostaria de desenvolvê-lo. Geralmente as residências são dentro das escolas, ou organizadas por estas. Neste caso, você será responsável por si mesmo e pela a sua rotina. É uma excelente oportunidade de fazer amigos e praticar inglês com pessoas do mundo inteiro. Fica uma dica: evite se hospedar onde haja pessoas da sua própria nacionalidade, para não acabar recorrendo à sua língua materna ao invés de praticar o idioma almejado.

O que mais você precisa saber?

Depois de entender como funciona um intercâmbio é preciso ter em mente que alguns gastos serão inevitáveis como: passagens, visto, seguro viagem. Procure uma agência especializada, pois a experiência deles pode ser de grande ajuda, especialmente se é seu primeiro intercâmbio. Mas faça uma pesquisa extensa e pechinche, pois a diferença de preço de uma agência para a outra pode ser de 150%!

Agora é só procurar o melhor destino e fazer um planejamento que facilite a sua estadia e torne a sua experiência ainda mais inesquecível.

Você curtiu este post sobre intercâmbio? Então deixe um comentário neste texto e compartilhe, com a gente e com os nossos demais leitores, a sua opinião e as suas ideias sobre o assunto!

Leia também: Conheça 5 músicas fáceis para aprender inglês

  Comentários: None